CLIQUE NAS IMAGENS PARA CONFERIR NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Azul Linhas Aéreas expandirá operações regionais em Pernambuco‏



O governador João Lyra Neto recebeu, em seu gabinete, na manhã desta quarta-feira (17/09), representantes da Azul Linhas Aéreas. Na ocasião, o gerente de Relações Institucionais da empresa, Ronaldo Veras, apresentou um plano de expansão regional que contempla o Agreste. Para Lyra Neto, a região tem um potencial econômico forte. "Caruaru está em constante expansão, assim como os municípios do entorno, devido ao polo de confecção. Por esse motivo, temos interesse em avaliar essa operação", disse o governador, destacando o potencial de conhecimento técnico da região.

"Nós temos um carinho especial por esse estado, tendo em vista o número crescente de operações. Agora, estamos avaliando novas possibilidades em Pernambuco, como por exemplo, viabilizar o trecho de Caruaru", adiantou Ronaldo Veras, lembrando que a Azul Linhas Aéreas já opera com sucesso em Petrolina, no Sertão, e na Ilha de Fernando de Noronha.

O governador, que terá nova reunião com os representantes da empresa em outubro, classifica com "importante" esse movimento da Azul Linhas Aéreas em Pernambuco. "O Governo de Pernambuco recebe com empolgação empresas que apostam no potencial econômico e social do nosso estado", finalizou Lyra Neto.

ELEIÇÕES 2014: Debate não influencia o voto como no passado



Até um tempo atrás quando se anunciava um debate com candidatos a qualquer cargo, todo mundo corria para frente da televisão, pois de fato havia confronto de ideias e eram mais naturais. Agora não mais, de tão engessados e com frases feitas, os debates e os candidatos acabam por não interagir tanto com os telespectadores. Conta ainda o fato de se assistir um debate como quem vê seu time de futebol jogando, mesmo que esteja mal, você continua torcendo.

Então poderia influenciar os indecisos? Nem sempre. O indeciso na maioria das vezes não tá nem aí, não é apenas indeciso, é desmotivado. Aí nem vai assistir, acaba decidindo seu voto mais pela influência de dentro de casa ou de amigos.

Também acho que ninguém ganha mais debate como antigamente. Aquela história de fulano ganhou o debate não existe mais, pois os candidatos não respondem o que lhe perguntam, falam o que querem no tempo que têm, e depois suas assessorias saem cantando vitória. A quantidade de militante e de festa pode criar um clima positivo, e todo mundo acha que foi bem. Os cronistas políticos elegem os melhores momentos dos debates, de um ou de outro, mas na edição, fica equilibrado.

Tem-se um problema para quem defende um governo, qualquer ele, pois será sempre todos contra ele. É o caso de Dilma, no plano nacional, e de Paulo Câmara em Pernambuco. Pior para Dilma que tem mais adversários, mas vejam que os debates não estão sendo catastróficos para a presidente.

Nos debates da TV Jornal e da CNBB ontem, foi mais ou menos assim. E mantendo-se o status quo, melhor para quem está na frente, novamente Paulo e Dilma. Melhor ainda para Paulo pela possibilidade de vencer no primeiro turno, pela fragilidade das candidaturas dos partidos sem tanta representatividade, assim, o cenário de segundo turno já aparece no primeiro, na disputa com Armando Monteiro, principal adversário.

Provando o que afirmo, o jornalista Jamildo Melo pergunta em enquete no seu blog quem ganhou o debate, e vejam o resultado de momento.

Quem se saiu melhor no debate da TV Jornal?
 
 
 

Total de votos: 2,314

DEBATE COM OS CANDIDATOS A GOVERNADOR DE PERNAMBUCO NA TV JORNAL - ASSISTA AO VÍDEO COMPLETO







Com mediação de Graça Araújo, a Tv Jornal realizou o primeiro debate entre os candidatos a governador de Pernambuco em 2014. Foram convidados Paulo Câmara (PSB), Armando Monteiro (PTB) e Zé Gomes (PSOL).

Para quem perdeu, é só dar o play e conferir na íntegra. 


Pesquisa para Governador: IBOPE CONFIRMA QUE PAULO ESTÁ NA FRENTE



Pesquisa do Instituto Ibope divulgada na noite desta terça-feira (16) mostra que o ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB) superou o senador Armando Monteiro Neto (PTB) na corrida pelo Governo de Pernambuco. O levantamento mostra Câmara com 38% das intenções de voto, enquanto Armando aparece com 32%. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Segundo o levantamento, Zé Gomes (PSOL) e Pantaleão (PCO) aparecem com 1%. Brancos e nulos somam 11%. Já 16% dos entrevistados disse não saber em quem vai votar, ou preferiu não responder.

Na última pesquisa do Ibope, divulgada no dia 26 de agosto, Armando Monteiro tinha 38% e Paulo Câmara aparecia com 29%.

O Ibope também fez uma simulação de segundo turno, que mostrou vitória de Paulo Câmara. O candidato socialista teria 40% num eventual segundo turno, contra 34% de Armando Monteiro.

Os dois principais candidatos possuem índices de rejeição similares, segundo o Ibope. Dos entrevistados, 21% disse que não votaria em Armando e 18% declarou que não votaria em Paulo Câmara.

O Ibope ouviu 2.002 eleitores pernambucanos entre os dias 12 e 15 de setembro. O nível de confiança é de 95%.
.
AGORA COMIGO: Quando todas as pesquisas apontavam a virada de Paulo sobre Armando, o Ipespe apontou um empate que deixou todo mundo surpreso. 

Os números do Ibope divulgados nesta terça-feira (16) batem com os mesmos 6% de frente que o Datafolha apontou na semana passada.

O Datafolha volta a divulgar nova pesquisa esta semana, provavelmente ainda nesta quarta-feira. Os socialistas esperam uma diferença ainda maior. Os trabalhistas torcem que os números pareçam com os do Ipespe, e mostre uma disputa acirrada, com números próximos.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Fernando quer gratuidade nas Autarquias Municipais. AESGA seria beneficiada!




Universalizar o acesso à educação de qualidade tem sido uma das principais bandeiras da campanha do candidato a senador pela Frente Popular, Fernando Bezerra Coelho (PSB). Na manhã desta terça-feira (16), o postulante ao Senado voltou a tratar do assunto em um bate-papo com cerca de cem alunos de uma escola particular da área central do Recife e prometeu se empenhar para estabelecer a gratuidade nas mensalidades das 13 autarquias de ensino superior de Pernambuco.

Fernando ressaltou que durante a gestão de Eduardo Campos já foi realizado um esforço para permitir o acesso de alunos com baixa renda a essas unidades com a implementação de cerca de 3 mil bolsas do Programa Universidade para Todos em Pernambuco (PROUPE). Ainda assim, o candidato ao Senado acredita ser necessário ampliar o acesso 100% gratuito nessas faculdades. “As matrículas e mensalidades nas autarquias municipais ainda são caras, principalmente, para o público de baixa renda. Por isso, nós defendemos que os municípios dispensem a cobrança das mensalidades nessas autarquias e o Estado possa ajudar, de forma gradual, para uma futura estadualização dessas instituições”.

Além da proposta para gratuidade das autarquias, Fernando reafirmou sua intenção de criar um projeto de lei para a criação da carreira federal de professor e se posicionou favorável à política de cotas para minorias sociais e pessoas com renda mínima. O candidato ainda respondeu questionamentos dos alunos sobre temas como saúde, mobilidade, infraestrutura, reforma política, abastecimento de água e direitos humanos.

A conversa com o eleitorado jovem tem sido uma das principais ações da campanha do candidato da Frente Popular rumo ao Senado. Fernando já se reuniu com jovens em outras nove rodas de diálogos em cidades como o Recife, Caruaru, Paulista e Petrolina. Após a campanha, o postulante a senador pretende manter um fórum permanente de interação com os jovens para discutir seu mandato no Congresso Nacional e receber propostas conectadas com a juventude.

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS: Assistência jurídica do estado vai agilizar processos



Um termo de cooperação técnica entre Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e Defensoria Pública do Estado de Pernambuco, foi assinado nesta segunda-feira (15/09), na sede da SES, no Bongi, para dar mais agilidade, na via judicial, às autorizações necessárias para o implemento das doações de órgãos e transplantes em Pernambuco que só podem ser feitas com autorização judicial. A intenção é oferecer ao parente ou responsável legal, do potencial doador, assistência jurídica integral e gratuita. 

Estiveram presentes a secretária estadual de Saúde, Ana Maria Albuquerque, o defensor público Geral do Estado, Manoel Jerônimo de Melo Neto e o representante do MPPE. “Queremos promover aproximação entre as três instituições e criar um fluxo com procedimentos padrões para situações de não comprovação documental de parentesco e/ou responsabilidade legal do potencial doador de órgãos e tecidos”, explica a secretária estadual de Saúde, Ana Maria Albuquerque. Atualmente, a retirada de órgãos/tecidos de pessoas falecidas para a realização de transplante depende da autorização da família, sendo necessário ser parente de até segundo grau ou cônjuge. 

“Em caso de não parentes ou familiares que não conseguem comprovar parentesco, ou mesmo quando o parentesco é acima do segundo grau, a doação só pode ser feita com autorização judicial. São nessas situações que a assessoria jurídica dará todo o suporte necessário. Sabe-se que o tempo é fator primordial e indispensável para que a doação seja bem sucedida”, comenta a coordenadora da Central de Transplantes em Pernambuco (CT-PE), Noemy Gomes. O termo de cooperação técnica não envolve repasse de recursos públicos. 

AESGA comemora reconhecimento do curso de Engenharia Civil‏

A Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (AESGA) celebra mais uma importante conquista. Trata-se do reconhecimento do curso de Engenharia Civil da Faculdade de Ciências Exatas de Garanhuns - FACEG por meio do Conselho Estadual de Educação de Pernambuco – CEE/PE.

A decisão foi divulgada por meio do parecer Nº 74/2014, homologada pela portaria Nº 4294, de 19 de agosto e publicada Diário Oficial do Estado em 20 de agosto de 2014. A Deliberação foi concedida pela Câmara de Educação Superior, da qual fazem parte a presidente Regina Célia Lopes Lustosa Roriz, o relator Arnaldo Carlos de Mendonça e os conselheiros Arthur Ribeiro de Senna Filho, Fernando Antônio Gonçalves e Nelly Medeiros de Carvalho.

O Curso foi aprovado e está em funcionamento desde o ano de 2010 e forma sua primeira turma no próximo ano. “Estamos felizes com esse reconhecimento, o qual demonstra o trabalho constante dos nossos servidores em transformá-lo em um Curso cada vez mais qualificado”, destacou a presidente da AESGA, professora Giane Lira.

Marília Arraes diz que Armando tem história e provoca Frente Popular

Marília Arraes faz Selfie com Armando Monteiro

O município de Escada, na Mata do Sul do Estado, recebeu a “carreata da vitória” do candidato a governador Armando Monteiro (PTB), na tarde deste domingo (14). Ao lado do senador Humberto Costa (PT), da vereadora do Recife, Marília Arraes (PSB), e de lideranças políticas locais, Armando percorreu um trecho de quase 10 quilômetros pelas principais vias da cidade. Essa foi a segunda agenda do dia do petebista. Pela manhã, a “onda azul” arrastou mais de 14 mil pessoas no Cabo de Santo Agostinho.

Neta do ex-governador Miguel Arraes (PSB), a vereadora Marília Arraes lembrou que tem raízes na Mata Sul e destacou o trabalho desenvolvido por seu avô em prol do homem do campo. Apesar de pertencer ao PSB, Marília condenou o uso da comoção por parte da Frente Popular para eleger um candidato desconhecido.

“Tenho vários motivos para votar em Armando e um deles é porque Armando tem história. Enquanto o outro candidato é só um nome e um número, Armando tem nome, sobrenome, número e história que não se apaga”, disse Marília Arraes.

Texto e foto: Assessoria do Candidato

Paulo debate crescimento da Indústria com a Fiepe‏



O compromisso em construir um ambiente ainda mais favorável para o crescimento do setor industrial foi apontado por Paulo Câmara, nesta segunda-feira (15), como essencial para o avanço do processo de transformações vivenciado no Estado. Em debate promovido pela Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), no Recife, o candidato da Frente Popular se colocou à disposição do segmento para discutir a adoção de ações que fomentem o seu desenvolvimento, destacando a importância de que ele ocorra em consonância com uma nova agenda, que privilegie a inclusão e a sustentabilidade.

"Vocês terão um governador aliado do setor, que vai discutir mecanismos que contribuam, cada vez mais, para o seu crescimento. Mas essa agenda da industrialização, que é do século passado e que só chegou a Pernambuco agora, precisará ser acompanhada da agenda do futuro; com estímulo à inovação, às novas formas de pensar e desenvolver as diferentes cadeias produtivas", afirmou Paulo Câmara.

No encontro, o socialista frisou que dará sequência ao modelo de desenvolvimento descentralizado iniciado pelo ex-governador Eduardo Campos, com a interiorização da industrialização e de outras cadeias produtivas. Paulo ressaltou que a expansão dessas oportunidades por todo o Estado será estimulada pela criação de unidades regionais da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). "Vamos criar seis, uma para cada região, para ganharmos velocidade na interiorização do desenvolvimento", argumentou. 

A entidade é vinculada à Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico do Estado e desenvolve atividades de forma articulada com órgãos do setor público e da iniciativa privada, contribuindo para o fomento de diferentes segmentos econômicos em Pernambuco.

Paulo Câmara também salientou para os industriais pernambucanos que será, a partir de 2015, uma voz na defesa da implantação de uma política de desenvolvimento regional junto ao Governo Federal. "Tenho certeza de que a futura presidente Marina Silva terá um olhar voltado à criação de estruturas que ajudem a garantir um desenvolvimento mais igualitário das diferentes regiões do País. A ausência por omissão do Governo Federal, de uma política como essa, contribuiu para termos tantas desigualdades", apontou.

OAB-PE faz Campanha pelo Voto Limpo‏



VOTE LIMPO - Na luta contra a corrupção eleitoral, prática de troca e venda de votos, a OAB-PE acaba de lançar a campanha de conscientização “Vote Limpo”, que contará com a participação de artistas pernambucanos e terá veiculação em TV e rádio. 

A campanha ainda conta com a participação da UNICAP, Arquidiocese de Olinda e Recife e do TRE-PE.

Não venda seu voto e denuncie caso tenha conhecimento de algo que atinja a legislação eleitoral.

João Lyra Neto destaca trajetória do ex-governador Miguel Arraes


"O maior legado de Miguel Arraes de Alencar foi o compromisso com a redução das desigualdades sociais. A trajetória do ex-governador de Pernambuco foi realmente exemplar, mas posso aqui destacar dois momentos: a criação do Movimento de Cultura Popular (MCP), quando Arraes foi prefeito do Recife; e o Acordo do Campo, que teve como princípio a implantação da justiça na relação trabalhista dos canavieiros com os donos de usinas, no seu primeiro mandato como chefe do Executivo pernambucano". Foi o que disse o governador João Lyra Neto, na manhã desta segunda-feira (15/09), durante a cerimônia que marcou a passagem dos 35 anos do regresso do ex-governador a Pernambuco. Arraes permaneceu exilado na Argélia por um período de 14 anos, retornando ao Brasil em 1979, ano em que foi promulgada a Lei 6.683, conhecida como a Lei da Anistia, ainda durante a ditadura militar.

A solenidade, que aconteceu no Instituto Miguel Arraes (IMA), no Poço da Panela, Zona Norte do Recife, marcou ainda a inauguração do Espaço Cultural Eduardo Campos, também ex-governador de Pernambuco e falecido em um acidente aéreo no dia 13 de agosto deste ano. Eduardo era neto de Miguel Arraes e governou o Estado de janeiro de 2007 a abril de 2014, quando se desincompatibilizou do cargo para concorrer à Presidência da República. Para João Lyra Neto, o legado de Eduardo será o modelo gestão focado na educação. "Acredito que todos clamam por uma educação de qualidade e, apesar de ter muito ainda a ser feito, hoje nós temos o reconhecimento, com o quarto lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica", disse, lembrando em 2007, Pernambuco ocupava a 21ª posição no ranking nacional.

Sobre a revisão dos processos referentes ao regime militar, o governador classificou como importante para que se faça justiça. "Esse já um movimento nacional feito por diversas comissões e nós temos que apoiar", disse Lyra Neto. O presidente do Conselho Deliberativo do IMA, Antônio Campos, que é neto de Miguel Arraes e irmão de Eduardo, afirmou que a anistia do povo brasileiro vai se completar quando todos tiverem o acesso à educação. "É através do conhecimento que vamos dar a liberdade que o Brasil precisa", completou o advogado.

Após a cerimônia oficial, que contou com a presença da viúva de Miguel Arraes, Magdalena Arraes, os presentes plantaram uma muda de Pau-Brasil no jardim do instituto, em homenagem ao ex-governador Eduardo Campos. "Em meio a tristeza da perda de um amigo e de uma jovem liderança, renovo aqui o meu compromisso de fazer um Brasil melhor", finalizou Lyra Neto.

TRAJETÓRIA - Miguel Arraes de Alencar nasceu em Araripe, no interior do Ceará, mas construiu sua carreira política em Pernambuco. Foi deputado estadual, federal, prefeito do Recife e governador de Pernambuco por três mandatos. Em 1979, quando retornou ao Brasil após 14 anos de exílio na Argélia, Arraes retomou sua vida política, sendo eleito governador de Pernambuco, em 1986 e 1994. Faleceu aos 88 anos, no dia 13 de agosto de 2005, no exercício do mandato de deputado federal.

COMPARTILHE NOSSAS POSTAGENS NAS REDES SOCIAIS

CADASTRE SEU E-MAIL

AS MAIS ACESSADAS DOS ÚLTIMOS 30 DIAS